Dieta na glomerulonefrite crônica: como se alimentar adequadamente para a saúde renal

Dieta na glomerulonefrite renal crônica em adultos: lista de alimentos que podem e não podem ser consumidos, recomendações de regime alimentar e técnicas culinárias adicionais. Ajudá-lo a comer bem para manter a saúde renal!

A glomerulonefrite crônica é uma doença renal caracterizada por inflamação e danos aos capilares dos glomérulos renais. Durante um longo período de tempo, esta condição pode levar a uma deterioração gradual da função renal e ao desenvolvimento de insuficiência renal crónica.

Na glomerulonefrite crônica, o metabolismo é perturbado, do qual depende o funcionamento do corpo. Para corrigir essa condição, é necessária uma terapia complexa, que inclui tratamento com medicamentos, fisioterapia e dieta alimentar. A nutrição é um dos fatores importantes no tratamento da glomerulonefrite, pois afeta diretamente o funcionamento dos rins.

Neste artigo veremos as regras básicas de nutrição na glomerulonefrite crônica, que permitirão melhorar a função renal, reduzir resíduos, proteínas e outras substâncias que entram no corpo através dos alimentos. Também veremos os principais alimentos recomendados e não recomendados para esta doença, para ajudá-lo a formar sua dieta adequadamente e conseguir o tratamento mais eficaz.

Contents
  1. Dieta na glomerulonefrite crônica: orientações dietéticas para adultos
  2. Introdução
  3. Restrições alimentares
  4. Menu de amostra
  5. Conclusão
  6. O que é glomerulonefrite crônica?
  7. A importância da boa nutrição na glomerulonefrite crônica
  8. Dieta em glomerulonefrite crônica: que alimento é adequado para adultos?
  9. O que é glomerulonefrite crônica?
  10. Que dieta é apropriada para adultos com glomerulonefrite crônica?
  11. Regras básicas de nutrição em glomerulonefrite crônica
  12. Eliminando alimentos que afetam negativamente a função renal da dieta
  13. Ingestão de refeições: frequência e tamanho da porção em glomerulonefrite crônica
  14. Produtos recomendados para glomerulonefrite crônica
  15. Produtos proteicos
  16. Vegetais e frutas
  17. Gorduras
  18. Carboidratos
  19. Bebidas
  20. Composição do menu em glomerulonefrite crônica
  21. As regras básicas do planejamento do menu
  22. Menu de amostra por uma semana
  23. Exemplos de refeições para pacientes com glomerulonefrite crônica
  24. 1. Salada de vegetais frescos
  25. 2- bacalhau no vapor com vegetais
  26. 3. Ensopolas de carne com vegetais
  27. 4. Ensino de feijão
  28. 5. Sopa de peixe
  29. Dieta na glomerulonefrite crônica: orientações dietéticas para adultos
  30. Bebidas e fluidos em glomerulonefrite crônica
  31. Recomendações específicas para pacientes com glomerulonefrite crônica em diálise
  32. A nutrição adequada é a chave para o sucesso da glomerulonefrite crônica
  33. Qual a maneira certa de escolher alimentos fora de casa para glomerulonefrite crônica?
  34. Entendendo sua dieta
  35. Planejamento de compras
  36. Leia atentamente os rótulos dos alimentos
  37. Evite refeições prontas e fast food
  38. Peça por ajuda
  39. Preservação de alimentos para glomerulonefrite crônica
  40. Embale os alimentos adequadamente
  41. Armazene os alimentos a uma determinada temperatura
  42. Observe as datas de validade
  43. Compre mantimentos de fornecedores confiáveis
  44. Vídeo sobre o tema:
  45. Perguntas e respostas:
  46. Qual é o melhor óleo vegetal para usar na glomerulonefrite crônica?
  47. Quais frutas e vegetais devem ser excluídos da dieta na glomerulonefrite crônica?
  48. Com que frequência a carne deve ser consumida ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?
  49. Que queijo e laticínios podem ser incluídos na dieta em glomerulonefrite crônica?
  50. Que bebidas devem ser consumidas na glomerulonefrite crônica?
  51. Posso comer ovos ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?
  52. Que restrições são necessárias ao usar sal?
  53. Posso comer doces ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?
  54. Vitaminas e minerais importantes em glomerulonefrite crônica
  55. Proteína
  56. Vitamina D
  57. Potássio
  58. Ferro
  59. Sódio
  60. Problemas causados por uma dieta ruim em glomerulonefrite crônica

Dieta na glomerulonefrite crônica: orientações dietéticas para adultos

Introdução

A glomerulonefrite crônica (GNC) é uma doença renal na qual os túbulos através dos quais o sangue é filtrado são afetados. Um aspecto importante do tratamento da CGN é a nutrição adequada. A dieta para NGC consiste em restringir a ingestão de determinados alimentos, o que pode melhorar muito a qualidade de vida dos pacientes.

Você segue uma dieta?
Sim, para perder peso
Sim, por motivos de saúde

Restrições alimentares

Na CGN, os pacientes são aconselhados a limitar a ingestão de proteínas, gorduras e sal. Além disso, os pacientes são orientados a não consumir alimentos doces e gordurosos, bem como álcool. Em vez disso, devem ser consumidos mais frutas, vegetais, frango, peixe e aveia. Essa dieta ajudará a reduzir a carga sobre os rins e a melhorar a saúde geral.

O menu a seguir é recomendado para pacientes com CGN

  • Café da manhã: aveia na água, ovos glaceados, frutas frescas.
  • Almoço: sopa de legumes, filé de frango, salada fresca.
  • Lanche da tarde: salada de frutas, iogurte.
  • Jantar: costeletas de peixe no vapor, legumes, chá.

Conclusão

A dieta desempenha um papel importante no tratamento do CGN. A adesão adequada a ele pode melhorar significativamente a saúde dos pacientes e reduzir o risco de complicações. Os pacientes devem seguir as recomendações do médico e aderir a um estilo de vida saudável.

O que é glomerulonefrite crônica?

A glomerulonefrite é uma inflamação dos túbulos renais. A glomerulonefrite crônica é uma condição de longo prazo (crônica) da inflamação dos túbulos renais que leva a um declínio gradual na função renal. É a doença renal mais comum entre adultos e pode apresentar uma variedade de sintomas.

Uma causa de glomerulonefrite crônica pode ser uma doença infecciosa recorrente ou a resposta imune do corpo aos próprios tecidos do rim. O aumento da pressão arterial, doenças cardíacas e diabetes também pode causar um declínio gradual na função renal.

Na glomerulonefrite crônica, a função renal pode se deteriorar gradualmente, fazendo com que o desperdício e o fluido se acumulem no corpo. Os principais sintomas da glomerulonefrite crônica incluem inchaço, diminuição do apetite, fadiga e alterações nos níveis de uréia no sangue e creatinina.

A importância da boa nutrição na glomerulonefrite crônica

A importância da nutrição adequada na glomerulonefrite crônica

A glomerulonefrite crônica é uma doença renal grave que pode levar a problemas com o funcionamento do corpo como um todo. Nesta doença, é extremamente importante seguir uma dieta adequada, para que o corpo receba todos os nutrientes necessários, e alimentos e substâncias nocivos são limitados o máximo possível.

A conformidade com a dieta na glomerulonefrite crônica ajudará a reduzir a carga nos rins, reduzir o nível de proteínas no sangue, controlar a pressão arterial e impedir o desenvolvimento de outras complicações da doença.

Os principais princípios da dieta na glomerulonefrite crônica devem limitar o consumo de proteínas, sal, gorduras, álcool e outros produtos prejudiciais ao corpo. Também é necessário aumentar o consumo de vegetais, frutas, legumes e outros alimentos ricos em vitaminas e minerais.

Em geral, a nutrição adequada na glomerulonefrite crônica é um dos componentes mais importantes do tratamento e ajuda a manter a saúde e o bem-estar do paciente.

Dieta em glomerulonefrite crônica: que alimento é adequado para adultos?

O que é glomerulonefrite crônica?

A glomerulonefrite crônica é uma doença renal na qual os pequenos nódulos (glomérulos) que são responsáveis por filtrar o sangue são danificados. Quando isso acontece, algumas proteínas e outras substâncias podem passar para a urina, o que pode levar a várias complicações, incluindo inchaço e pressão alta. A dieta desempenha um papel importante no tratamento da glomerulonefrite crônica.

Que dieta é apropriada para adultos com glomerulonefrite crônica?

Para pacientes com glomerulonefrite crônica, é recomendável seguir uma dieta que manteria os rins saudáveis e impediria uma deterioração adicional da condição. É importante reduzir a ingestão de proteínas, especialmente de origem animal, e limitar a ingestão de sal e líquido.

Você também deve evitar alimentos ricos em potássio, como bananas, damascos, tomates e batatas, e limitar a ingestão de fósforo e sódio. A proteína de peixe e frango são boas fontes de proteína, bem como produtos lácteos (exceto leite fresco).

Outro aspecto importante da dieta para pacientes com glomerulonefrite crônica é o cozimento. É indesejável fritar alimentos, é melhor cozinh á-lo no vapor, no forno ou na grelha. Você também deve evitar comer grandes quantidades de conservantes e aditivos.

Em geral, para pacientes com glomerulonefrite crônica, é recomendável consultar um médico e um nutricionista para criar um menu individualizado que atenda às suas necessidades e não prejudique sua saúde.

Regras básicas de nutrição em glomerulonefrite crônica

A glomerulonefrite crônica é uma doença renal que requer uma abordagem especial da nutrição. No entanto, seguindo as recomendações e regras, você pode melhorar significativamente sua saúde.

A principal regra de nutrição na glomerulonefrite crônica é limitar a ingestão de proteínas. A proteína é o principal material de “construção” para tecidos e células, mas com a função renal prejudicada, pode se acumular no sangue e causar deterioração da saúde.

Além disso, a ingestão de sal deve ser limitada. O sal mantém água no corpo, o que pode levar ao edema e a função renal prejudicada. Recomend a-se usar especiarias para adicionar sabor aos alimentos em vez de sal.

É importante consumir uma quantidade adequada de fluidos. Mas você deve evitar consumir grandes quantidades de fluidos por vez. Recomend a-se consumir fluidos em pequenas porções ao longo do dia, incluindo água, chá e bebidas de frutas.

Na glomerulonefrite crônica, é recomendável comer mais frutas e vegetais. Eles contêm muitas vitaminas e minerais necessários para manter o corpo saudável. Além disso, muitas frutas e vegetais contêm muita água, o que ajuda a reduzir os níveis de sal no corpo e se livrar do inchaço.

É impossível reduzir toda a lista de alimentos que podem ou não podem ser usados na glomerulonefrite crônica, mas reduzir a ingestão de proteínas e sal e aumentar a quantidade de frutas e vegetais é a base de uma dieta saudável que ajudará a manter a saúde e a lutaa doença mais eficaz.

Eliminando alimentos que afetam negativamente a função renal da dieta

Com glomerulonefrite crônica, é muito importante compor a dieta corretamente, para não prejudicar os rins. Uma das regras principais é a exclusão da dieta de produtos que afetam negativamente a função renal.

Os primeiros produtos que devem ser excluídos são picles e conservantes, pois contêm uma grande quantidade de sódio, o que leva à retenção de líquidos no corpo e ao aumento da pressão arterial.

Você também deve limitar o consumo de alimentos gordurosos e fritos, pois eles aumentam a carga nos rins e também agravam infecções do trato urinário.

Alimentos diuréticos, como melancias, melões e pepinos, também não são recomendados em grandes quantidades, pois podem agravar o inchaço e aumentar o ônus dos rins.

Também vale a pena eliminar vegetais, frutas e frutas e frutas da sua dieta, pois podem conter bactérias e substâncias nocivas que prejudicam a função renal.

Formular uma dieta adequada é um aspecto essencial no tratamento da glomerulonefrite crônica. A eliminação de alimentos que afetam negativamente a função renal ajudará a prevenir a progressão da doença e melhorar a saúde geral do paciente.

Ingestão de refeições: frequência e tamanho da porção em glomerulonefrite crônica

Na glomerulonefrite crônica, é especialmente importante monitorar a nutrição. A dieta deve ser equilibrada e conter os nutrientes necessários. No entanto, além disso, dev e-se prestar atenção à frequência e tamanho das refeições.

Em vez de três refeições grandes por dia, são recomendadas refeições frequentes, mas pequenas. Isso significa que o número de refeições por dia deve ser de pelo menos cinco ou seis, e as porções devem ser pequenas. Isso reduz a carga nos rins, o que é especialmente importante na doença renal crônica.

Além disso, você não deve gostar de jantares pesados ou jantares tardios. A última refeição deve ser pelo menos duas horas antes de dormir. Isso ajudará a evitar a tensão nos rins à noite.

É importante lembrar que cada paciente precisa de uma abordagem individual. O regime de dieta deve basea r-se nas recomendações do médico e levar em consideração as características da doença e o corpo do paciente.

Produtos recomendados para glomerulonefrite crônica

Produtos proteicos

Com glomerulonefrite crônica, é importante limitar a ingestão de proteínas. No entanto, você não deve excluir completamente os alimentos de proteínas da dieta. É aconselhável preferir proteínas facilmente digeríveis, como laticínios, ovos, peixes e aves.

Vegetais e frutas

Vegetais e frutas contêm muitas vitaminas, minerais e antioxidantes que são bons para o nosso corpo. É importante observar que na glomerulonefrite crônica, alguns vegetais e frutas podem ser restritos devido ao seu teor de potássio. Recomend a-se consumir vegetais com baixo teor de potássio, como abobrinha, brócolis, espinafre e ervilhas verdes. De frutas, você pode escolher maçãs, peras, pêssegos e uvas.

Gorduras

Os alimentos gordurosos podem piorar a função renal na glomerulonefrite crônica, por isso é importante limitar a ingestão de gordura. Recomend a-se consumir óleos vegetais, como azeite e evitar alimentos de carne gordurosa.

Carboidratos

Os carboidratos são uma fonte importante de energia e não é aconselhável exclu í-los da dieta. Recomend a-se consumir carboidratos complexos que são ricos em fibras, como farelo, arroz integral, cevada e pão integral. Doces e confeitaria são melhor reduzidos ao mínimo ou eliminados completamente.

Bebidas

Bebidas

O corpo humano consiste em 70% de água; portanto, a ingestão diária de água é extremamente importante. Recomenda-se usar água não carbonada e chás de ervas. Café, álcool, bebidas carbonatadas e sucos de concentrados devem ser excluídos da dieta ou usado com cautela.

Composição do menu em glomerulonefrite crônica

As regras básicas do planejamento do menu

Com glomerulonefrite crônica, é muito importante monitorar a composição dos alimentos e seu conteúdo calórico. A dieta deve ser rica em proteínas de origem vegetal e animal, mas limitada a pratos gordurosos, fritos e salgados, doces e álcool.

A dose diária recomendada de proteína para pacientes com glomerulonefrite crônica é de 0, 6 a 1 grama por quilograma de peso corporal. No entanto, você não deve sobrecarregar os rins e consumir muitos alimentos de proteína.

Ao escolher os alimentos para comer, você deve preferir frutas e vegetais frescos, cereais saudáveis, não carne gordurosa e peixes ricos em vitaminas B, ferro e iodo, além de produtos lácteos, cujo teor de gordura não excede 1, 5%.

Aqui está um menu de amostra que pode ajudar um paciente com glomerulonefrite crônica a compor sua dieta por uma semana.

Dia Café da manhã Almoço Jantar
Segunda-feira Mingau de trigo sarraceno com legumes e chá Borscht com creme de leite e um pedaço de carne, salada de repolho fresco com cenoura, peixe cozido, compota de frutas secas. Carne cozida, legumes estanqueados, chá
Terça-feira Omelete com verduras e chá Sopa de galinha com batatas, frango cozido, salada de legumes, bebida de leite azedo Costeletas de peixe, legumes cozidos, iogurte sem gordura
Quarta-feira Bacalhau com vegetais e chá Fígado de carne com legumes, batatas cozidas, frutas, compota de frutas secas Leite matinal, vegetais cozidos, frutas
Quinta-feira Mingau e chá Peito de frango com vegetais, arroz, salada de repolho fresco, compota de dor Filé de peru, vegetais cozidos, iogurte sem gordura
Sexta-feira Mingau de aveia com frutas e chá Caldo com bolinhos de massa, peixe assado no forno com legumes, salada de legumes, bebida de leite azedo. Ensopado, vegetais, iogurte sem aditivos
Sábado Ovos mexidos com tomate e chá Sopa de vitela, salada de legumes, peixe cozido, frutas, compota de frutas secas Asas de frango assadas no forno com legumes, chá
Domingo Panquecas com queijo cottage e chá Borscht com creme de leite e carne, peixe assado no forno com legumes, salada de repolho fresco, bebida de leite azedo. Carne cozida, legumes cozidos, frutas, iogurte sem aditivos.

Este é apenas um menu de amostra. Cada paciente com glomerulonefrite crônica deve fazer sua própria dieta, dependendo das necessidades individuais e das recomendações do médico.

Exemplos de refeições para pacientes com glomerulonefrite crônica

Pacientes com glomerulonefrite crônica devem observar sua dieta e evitar alimentos salgados, gordurosos e picantes. No entanto, isso não significa que sua dieta seja chata e monótona. Pelo contrário, existem muitos pratos deliciosos e saudáveis que podem ser incluídos em sua dieta.

1. Salada de vegetais frescos

Salada preparada a partir de vegetais frescos (tomates, pepinos, alface, ervas) é uma excelente opção para pacientes com glomerulonefrite crônica. Ele contém muitas vitaminas e elementos necessários para a saúde renal. Mas lembr e-se de limitar a quantidade de sal e óleo ao preparar a salada!

2- bacalhau no vapor com vegetais

Os pratos cozidos no vapor são uma excelente opção para pacientes com glomerulonefrite crônica. O bacalhau cozido no vapor com vegetais é um desses pratos. Ele contém muita proteína e não contém gordura e sal excessivos. Esse prato é facilmente digerido e não cria uma carga adicional nos rins.

3. Ensopolas de carne com vegetais

A carne bovina é uma excelente fonte de proteínas, ferro e vitaminas B. Se você cozinh á-lo junto com legumes cozidos no vapor, receberá um prato delicioso e útil para pacientes com glomerulonefrite crônica. É importante garantir que a quantidade de sal e gordura no cozimento seja minimizada.

4. Ensino de feijão

As leguminosas são uma excelente fonte de proteína, ferro e fibra. O ensopado de feijão é um prato saboroso e saudável para pacientes com glomerulonefrite crônica. É importante lembrar não adicionar muito sal e gordura ao cozinhar.

5. Sopa de peixe

A sopa de peixe é uma excelente fonte de proteínas e vitaminas B. Também é rico em ácidos graxos ômega-3, que são bons para a saúde cardíaca e vascular. É importante garantir que a quantidade de sal e gordura no cozimento seja minimizada.

Dieta na glomerulonefrite crônica: orientações dietéticas para adultos

Bebidas e fluidos em glomerulonefrite crônica

Na glomerulonefrite crônica, é importante monitorar a ingestão de líquidos. A quantidade ideal pode ser calculada com base no nível de peso e atividade do paciente individual. No entanto, qualquer alteração na ingestão de líquidos deve ser discutida com um médico.

Evitar álcool e café forte é altamente recomendado em glomerulonefrite crônica. Em vez disso, é melhor consumir chá verde natural, chás de ervas e sucos frescos que ajudam a limpar os rins e melhorar sua função.

Alguns estudos mostram que beber água de coco pode ser benéfico para os rins. É rico em eletrólitos e minerais como potássio, magnésio e cálcio que ajudam a equilibrar os níveis de fluido no corpo e a manter os rins saudáveis.

É importante lembrar que a glomerulonefrite crônica pode levar ao edema. Os pacientes devem observar a quantidade de sal que consomem e evitar alimentos ricos em sódio e proteína de baixa qualidade.

Recomendações gerais para ingestão de líquidos na glomerulonefrite crônica:

  1. Monitorar a quantidade de ingestão de líquidos;
  2. Evite álcool e café forte;
  3. Beba chá verde natural, chás de ervas e sucos frescos;
  4. Consumir água de coco;
  5. Evite alimentos ricos em sódio e proteína de baixa qualidade.

Lembre-se de que uma boa nutrição é uma parte importante do tratamento da glomerulonefrite crônica. Converse com seu médico ou nutricionista antes de mudar sua dieta.

Recomendações específicas para pacientes com glomerulonefrite crônica em diálise

A nutrição adequada é a chave para o sucesso da glomerulonefrite crônica

Todos os pacientes em diálise devem seguir um regime alimentar especial que ajude a manter a função renal e a melhorar sua condição. Os princípios básicos da nutrição desses pacientes incluem:

  • Limitar o consumo de produtos proteicos;
  • Limitar a ingestão de sódio e líquidos;
  • Observar a proporção correta de proteínas, gorduras e carboidratos;
  • Evitar o consumo de alimentos que contenham potássio e fósforo.

Na glomerulonefrite crônica, além de limitar o consumo de produtos proteicos, é muito importante monitorar a qualidade das proteínas consumidas. Da quantidade total de proteínas, é igualmente importante que estejam completas.

Limitar a ingestão de sódio e líquidos reduzirá a carga sobre os rins, melhorará a pressão arterial e reduzirá o edema. Para isso, deve-se evitar alimentos defumados e salgados, além de molhos e conservantes.

Seguir uma dieta saudável é a base para o sucesso a longo prazo do tratamento da glomerulonefrite crônica e do processo de diálise. Os pacientes devem consultar um nutricionista para desenvolver uma dieta individualizada e evitar alimentos prejudiciais à saúde.

Qual a maneira certa de escolher alimentos fora de casa para glomerulonefrite crônica?

Entendendo sua dieta

Antes de ir às compras, você precisa entender quais alimentos pode comer durante uma dieta para glomerulonefrite crônica. Procure estudar a lista de restrições alimentares e características de sua dieta para não cometer erros nas escolhas alimentares.

Planejamento de compras

Fazer planos de compras pode ajudar você a economizar tempo e evitar compras acidentais fora de sua lista. Antes de ir à loja, faça uma lista dos alimentos que você precisa e tente cumpri-la durante as compras.

Leia atentamente os rótulos dos alimentos

Na hora de escolher os produtos preste atenção à sua composição e valor nutricional. Dê preferência a produtos naturais e frescos que não contenham adição de conservantes e aromatizantes.

Evite refeições prontas e fast food

É improvável que fast food e refeições prontas sejam adequadas para sua dieta para glomerulonefrite crônica. Evite-os nas compras, pois costumam conter alto teor de sal, gordura e aditivos que podem piorar o seu quadro.

Peça por ajuda

Se você tiver alguma dúvida ou dúvida na hora de escolher os alimentos na loja, não hesite em pedir ajuda a um vendedor ou nutricionista. Eles poderão ajudá-lo a escolher os alimentos mais adequados à sua dieta e que sejam melhores para a sua saúde.

Preservação de alimentos para glomerulonefrite crônica

Embale os alimentos adequadamente

Como regra geral, uma determinada dieta é necessária quando você tem glomerulonefrite crônica. Para evitar estragar os alimentos frescos, é necessário embalá-los adequadamente. Use sacos plásticos, recipientes ou papel alumínio. Além disso, tente comprar os alimentos que planeja usar em um futuro próximo e não compre em excesso.

Armazene os alimentos a uma determinada temperatura

Os alimentos precisam ser armazenados em uma determinada temperatura para evitar que se estraguem. Siga as recomendações do fabricante e guarde os alimentos na geladeira ou freezer, se necessário. Não se esqueça de que alguns alimentos podem estragar rapidamente ao saírem da geladeira.

Observe as datas de validade

Fique atento ao prazo de validade dos alimentos e não coma alimentos cujo prazo de validade já tenha passado. Mantenha os alimentos que você precisa comer em breve congelados ou refrigerados. Isso ajudará a manter os alimentos frescos e duradouros.

Compre mantimentos de fornecedores confiáveis

Finalmente, é importante comprar mantimentos de fornecedores confiáveis. Dessa forma, você poderá saber com segurança que todos os alimentos que utiliza são seguros e saudáveis. Verifique o estado dos alimentos antes de comprá-los e não se esqueça de pedir ajuda aos vendedores se não tiver certeza de quão frescos são os alimentos.

Vídeo sobre o tema:

Perguntas e respostas:

Qual é o melhor óleo vegetal para usar na glomerulonefrite crônica?

São recomendados óleos de oliva, girassol, milho e soja. Porém, você não deve se deixar levar e consumir grandes quantidades de óleo, pois pode afetar negativamente a função renal.

Quais frutas e vegetais devem ser excluídos da dieta na glomerulonefrite crônica?

Algumas frutas e vegetais ricos em potássio podem ser prejudiciais aos rins em glomerulonefrite crônica. Isso inclui: bananas, laranjas, kiwi, damascos, abacates, tomates, batatas e espinafre. No entanto, se consumidos em quantidades moderadas, eles podem ser benéficos.

Com que frequência a carne deve ser consumida ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?

A carne pode ser consumida não mais que duas vezes por semana e em pequenas quantidades. É desejável escolher variedades de carne de baixa caloria, por exemplo, frango e peru.

Que queijo e laticínios podem ser incluídos na dieta em glomerulonefrite crônica?

Os laticínios fermentados sem gordura, como iogurte, kefir e queijo cottage, podem ser incluídos na dieta. Os queijos devem ser escolhidos queijos duros, por exemplo, parmesão ou queijo cheddar.

Que bebidas devem ser consumidas na glomerulonefrite crônica?

Recomenda-se beber água, chá verde ou preto sem força e quantidades moderadas de café. O consumo de bebidas carbonatadas doces, álcool e café forte deve ser limitado.

Posso comer ovos ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?

Sim, os ovos podem ser consumidos, mas não mais que dois por semana. Recomend a-se ferver ovos ou vapo r-os.

Que restrições são necessárias ao usar sal?

Você deve limitar a ingestão de sal a 5 g por dia. Recomend a-se usar ervas e temperos para dar sabor a pratos.

Posso comer doces ao fazer dieta para glomerulonefrite crônica?

Você deve limitar o consumo de doces, pois o consumo deles pode piorar a função renal. Em vez de doces, é melhor consumir frutas e frutas frescas ou congeladas.

Vitaminas e minerais importantes em glomerulonefrite crônica

Proteína

Proteína

As proteínas são a espinha dorsal do nosso corpo e são essenciais para manter tecidos e células saudáveis. Em pacientes com glomerulonefrite, é importante controlar a ingestão de proteínas na dieta para não sobrecarregar os rins. Boas fontes de proteína incluem frango, peixe, ovos, legumes e nozes.

Vitamina D

A vitamina D ajuda a absorver cálcio, que é um mineral importante para os ossos. Pacientes com glomerulonefrite podem ter concentrações sanguíneas mais baixas de vitamina D, por isso é recomendável aumentar a ingestão de alimentos ricos em vitamina D, como peixes gordurosos, gemas e laticínios.

Potássio

O potássio é um mineral essencial para o funcionamento normal do corpo. No entanto, pacientes com glomerulonefrite podem acumular potássio no sangue devido à excreção prejudicada através dos rins. Portanto, é recomendável limitar a ingestão de alimentos ricos em potássio, como bananas, damascos, nozes e batatas.

Ferro

O ferro é um mineral importante para a formação de hemoglobina, uma substância que carrega oxigênio em todo o corpo. Em caso de patologia renal, os pacientes podem sofrer uma deficiência de ferro no sangue, por isso é recomendável aumentar a ingestão de alimentos que contêm ferro, como carne, feijão, espinafre e ovos.

Sódio

O sódio é um mineral essencial para o funcionamento normal do corpo, mas em pacientes com glomerulonefrite, pode se acumular no sangue e levar ao edema. Portanto, é recomendável limitar a ingestão de alimentos ricos em sódio, como sal e lanches salgados.

Em geral, a nutrição adequada é um aspecto importante do tratamento com glomerulonefrite, e os pacientes devem prestar atenção especial aos menus que eles preparam, especialmente em termos de proteína, gordura, potássio e sódio. Recomend a-se consultar um nutricionista para fazer uma dieta individualizada, dependendo da gravidade da doença e da condição geral do corpo.

Problemas causados por uma dieta ruim em glomerulonefrite crônica

A glomerulonefrite crônica é uma doença grave que pode ser causada por muitos fatores, incluindo envelhecimento, doenças autoimunes e infecções. A nutrição adequada desempenha um papel importante no tratamento da doença e na prevenção de sua progressão. A nutrição inadequada pode causar vários problemas que podem ser prejudiciais à saúde de um paciente com glomerulonefrite crônica.

  • Deterioração da função renal. Certos alimentos, como carne vermelha, sal, conservantes e outros aditivos, podem aumentar o ônus dos rins, o que pode levar ao aumento da proteinúria e à pior das funções renais.
  • Desenvolvimento de diabetes. Alimentos com excesso de salvadores e gordurosos podem aumentar os níveis de glicose no sangue, o que pode levar ao desenvolvimento de diabetes. Pacientes com glomerulonefrite crônica têm um risco aumentado de desenvolver diabetes devido ao agravamento da função renal e função de insulina prejudicada.
  • Deterioração da qualidade do sangue. O consumo de alimentos ricos em ferro, a vitamina C e D pode levar à qualidade do sangue prejudicada. A qualidade do sangue prejudicada pode contribuir para o desenvolvimento da anemia.

Em geral, alimentos ricos em sal, alimentos gordurosos, conservantes e aditivos devem ser evitados. Se necessário, o paciente pode receber suplementos alimentares prescritos para compensar a falta de vitaminas e elementos de rastreamento.