Como tratar efetivamente as infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas?

Aprenda a tratar efetivamente as infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas usando métodos modernos. Analise os sintomas e as causas da infecção, os medicamentos e tratamentos mais eficazes.

Infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas são um problema comum enfrentado por muitas pessoas. Eles podem causar não apenas desconforto e dor, mas também podem ter sérias conseqüências. O tratamento adequado das infecções fúngicas nos estágios iniciais pode impedir o desenvolvimento de problemas mais sérios e acelerar a recuperação.

Atualmente, existem muitos métodos de tratamento de infecções fúngicas e todas dependem do tipo de infecção e de sua extensão. Ao escolher um método de tratamento, é importante considerar muitos fatores como a idade do paciente, o tipo de infecção e seu status imunológico.

Neste artigo, examinaremos métodos e recomendações eficazes para o tratamento de infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas. Se você estiver enfrentando esse problema, o seguinte fornecerá informações úteis para ajud á-lo a escolher o método de tratamento mais apropriado e eficaz.

Contents
  1. Infecções fúngicas: definição e características
  2. O que são infecções por fungos?
  3. Como ocorrem infecções por fungos?
  4. Que sintomas acompanham infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas?
  5. Como tratar infecções por fungos?
  6. Vídeo sobre o assunto:
  7. Quais são os sinais de uma infecção fúngica?
  8. Diagnosticando infecções por fungos
  9. Mancha e exames de sangue
  10. Diagnóstico endoscópico
  11. Análise histológica
  12. Cultura fúngica
  13. Quais são os tratamentos para infecções por fungos?
  14. Medicamentos para o tratamento de infecções fúngicas
  15. Antimicóticos sistêmicos
  16. Antimicóticos tópicos
  17. Antibióticos antifúngicos
  18. Antibióticos contra infecções fúngicas: fatos sobre o uso adequado
  19. O que são antibióticos e como eles funcionam
  20. Quais antibióticos podem ser usados para infecções por fungos
  21. Como tomar drogas antifúngicas corretamente
  22. Conclusões
  23. Tratamento de infecções fúngicas em crianças
  24. Sintomas de fungo em crianças
  25. Métodos de tratamento para infecção fúngica em crianças
  26. Tratamento de infecções fúngicas em mulheres
  27. O problema das infecções fúngicas em mulheres
  28. Métodos de tratamento para infecções fúngicas em mulheres
  29. Receitas folclóricas para o tratamento de infecções fúngicas em mulheres
  30. Prevenção de infecções fúngicas em mulheres
  31. Como posso evitar uma infecção fúngica?
  32. Características do tratamento de infecções fúngicas em pessoas com imunidade enfraquecida
  33. Remédios populares para infecções por fungos
  34. Tratamento cirúrgico de infecções fúngicas
  35. Contra-indicações no tratamento de infecções fúngicas
  36. Intolerância individual às drogas
  37. Patologia renal e hepática
  38. Gravidez e amamentação
  39. Diabetes mellitus
  40. Condições de imunodeficiência
  41. Conclusão
  42. Dicas para uma rápida recuperação de infecção fúngica
  43. Dieta ao tratar infecções por fungos
  44. O que posso comer?
  45. O que não comer?
  46. Momento do tratamento para infecções fúngicas
  47. Prevenção de infecções fúngicas do ouvido, garganta, nariz e amígdalas
  48. Higiene
  49. Fortalecendo a imunidade
  50. Uso de agentes ant i-sépticos
  51. Evite a auto-medicação
  52. Q & amp; A:
  53. Que fungos podem causar infecção por ouvido, garganta, nariz e amígdalas?
  54. Quais são as causas de infecções fúngicas na garganta?
  55. Como você pode determinar uma infecção fúngica?
  56. Quais sintomas podem indicar uma infecção fúngica?
  57. Qual é o método mais eficaz de tratar infecções por fungos?
  58. O fungo pode ser tratado sem medicação?
  59. Existe alguma prevenção de infecções fúngicas?
  60. Como melhorar a eficácia do tratamento de infecções fúngicas?

Infecções fúngicas: definição e características

O que são infecções por fungos?

Infecções fúngicas são doenças causadas por fungos. Os fungos são microorganismos que podem levar a uma variedade de infecções, incluindo doenças da orelha, garganta, nariz e amígdalas. As infecções fúngicas podem ser superficiais ou profundas.

Com que frequência você lê artigos sobre tópicos de saúde?
Eu leio apenas conforme necessário
Leia com frequência
Raramente leia

Como ocorrem infecções por fungos?

Os fungos estão por toda parte e podem entrar no corpo humano através da pele, membranas mucosas ou sistema respiratório. Algumas pessoas podem ser mais propensas ao desenvolvimento de infecções fúngicas devido a um sistema imunológico enfraquecido, tomando antibióticos ou interrompendo a microflora natural do corpo.

Que sintomas acompanham infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas?

Os sintomas de infecções por fungos podem incluir dor ou desconforto na área afetada, coceira ou queima, vermelhidão, inchaço, descarga ou problemas de respiração. No caso de infecções profundas, são possíveis sintomas mais graves, como dores de cabeça, náusea e vômito, febre e até convulsões.

Como tratar infecções por fungos?

O tratamento para infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas pode incluir o uso de medicamentos antifúngicos e ant i-sépticos tópicos. No entanto, em alguns casos, um tratamento mais grave, incluindo a cirurgia, pode ser necessário. Para evitar infecções por fungos, é recomendável praticar uma boa higiene, fortalecer o sistema imunológico e evitar o contato com patógenos de fungos.

Vídeo sobre o assunto:

Quais são os sinais de uma infecção fúngica?

As infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas são uma doença comum que causa sintomas desagradáveis nos pacientes. Os principais sinais de uma infecção fúngica são a presença de coceira, dor e desconforto no ouvido, na garganta ou na área do nariz.

Em caso de infecção fúngica do ouvido, o paciente pode sentir dor constante, coceira e ir para ouvir o médico. Em uma infecção fúngica da garganta, o paciente pode ter dificuldade em engolir, sibilos e vermelhidão das amígdalas.

Com uma infecção fúngica do nariz, o paciente pode experimentar nariz escorrendo, nariz entupido e coceira. Além disso, pode haver descarga nasal repentina e dificuldade em respirar.

Se você tiver esses sintomas, é importante visitar um médico que prescreverá o tratamento certo e ajudará a prevenir complicações da doença.

Diagnosticando infecções por fungos

Mancha e exames de sangue

Análise de manchas e sangue

Para diagnosticar uma infecção fúngica, swabs e exames de sangue são necessários. Os swabs são retirados de áreas inflamadas da garganta, nariz ou orelha e examinadas quanto à presença de esporos de fungos. Os exames de sangue também são uma etapa importante no diagnóstico de infecções por fungos, pois podem detectar a presença de anticorpos e outros sinais de infecção.

Diagnóstico endoscópico

O diagnóstico endoscópico é usado para detectar infecções fúngicas, especialmente se estiverem localizadas profundamente dentro do ouvido, garganta e nariz. Durante o procedimento, a superfície interna dos órgãos é visualizada usando um endoscópio.

Análise histológica

A análise histológica é muito importante para determinar o tipo de fungo que causou a infecção. Durante o procedimento, as alterações patológicas nos tecidos dos órgãos examinadas são examinadas sob um microscópio.

Cultura fúngica

Cultura de fungo

Para determinar o tipo de fungo e selecionar o tratamento apropriado, é usada uma cultura fúngica. Durante o procedimento, o biomaterial, como mancha ou sangue, é colocado em um meio nutriente, onde o fungo começa a se multiplicar. Então, estudando suas características, o tipo de fungo é determinado e o tratamento apropriado é escolhido.

Quais são os tratamentos para infecções por fungos?

O tratamento de infecções fúngicas que afetam a orelha, a garganta, o nariz e as amígdalas podem ser bastante eficazes se forem aplicados métodos e diretrizes adequados. Um método é o uso de medicamentos tópicos, como gotas, sprays ou pomadas. Eles contêm agentes antimicóticos que matam o fungo e impedem que ele cresça e se multiplique.

Medicamentos sistêmicos, como pílulas ou injeções, geralmente são prescritos para tratar infecções por fungos. Isso pode ser eficaz para infecções graves e quando a terapia tópica falha. No entanto, existem certos efeitos colaterais, como dor de cabeça, náusea, diarréia, reações alérgicas, etc. Outro método de tratamento é o uso da fisioterapia, incluindo tratamento a laser, ultrassom, inalação, etc.

  • É muito importante concluir o curso completo do tratamento e não interromp ê-lo, mesmo que os sintomas tenham melhorado. As infecções fúngicas podem se repetir se o tratamento não for concluído.
  • Ao tratar infecções por fungos, é recomendável fortalecer o sistema imunológico, por exemplo, comendo alimentos nutritivos, incluindo vegetais, frutas, nozes e ervas e bebendo chá ou tomando vitaminas.
  • É necessário evitar a reinfecção lavando as mãos após o contato com itens infectados, compartilhando seus itens de higiene com outras pessoas e evite mudar a microflora da boca e intestino

Medicamentos para o tratamento de infecções fúngicas

Antimicóticos sistêmicos

Os antimicóticos de ação sistêmica são prescritos em casos graves de infecções fúngicas. Eles agem em fungos no corpo como um todo, o que os torna mais eficazes, mas também mais perigosos. Esses medicamentos são necessariamente prescritos por um médico e tomados conforme prescrito. Eles podem ser: fluconazol, itraconazol, cetoconazol, voriconazol, etc.

Antimicóticos tópicos

Os antimicóticos tópicos são usados no tratamento de pequenas lesões da pele ou membranas mucosas. Eles são aplicados à superfície da área afetada e não têm um efeito sistêmico no corpo. Eles têm um menor grau de toxicidade e são seguros para uso. Eles podem ser: clotrimazol, miconazol, nistatina, kanesten, etc.

Antibióticos antifúngicos

Os antibióticos antifúngicos são prescritos em casos de infecções fúngicas complexas, quando outros métodos de tratamento são ineficazes. Eles podem ser perigosos para o paciente, pois afetam negativamente a microflora do trato gastrointestinal. O médico deve selecionar cuidadosamente a dose e o regime. Estes podem ser: anfotericina B, fluconazol, itraconazol, cetoconazol, etc.

  • Ao escolher um medicamento para o tratamento de infecções fúngicas, é necessário prestar atenção ao tipo de ação e potencial toxicidade da droga.
  • O tratamento com antimicóticos da ação sistêmica é realizado apenas sob a supervisão de um médico e com base na visualização de todos os testes necessários.
  • É importante seguir as recomendações do médico e não exceder a dose recomendada de medicamentos.

Antibióticos contra infecções fúngicas: fatos sobre o uso adequado

O que são antibióticos e como eles funcionam

Antibióticos são medicamentos usados para combater infecções bacterianas. Eles matam ou diminuem o crescimento de bactérias no corpo. Ao contrário das bactérias, os fungos têm uma estrutura diferente e não respondem à maioria dos antibióticos. Portanto, prescrev ê-los para tratar infecções por fungos pode não ser eficaz e pode levar ao desenvolvimento de resistência a antibióticos.

Quais antibióticos podem ser usados para infecções por fungos

Somente medicamentos antifúngicos especiais podem ser usados para tratar infecções por fungos. Em vez de destruir bactérias, eles visam suprimir fungos. Esses medicamentos só podem ser prescritos por um médico e somente após testes e diagnósticos apropriados.

Como tomar drogas antifúngicas corretamente

Siga as instruções do médico e as instruções para o medicamento. Tome medicamentos antifúngicos conforme prescrito, mesmo se você começar a se sentir melhor. Interromper o tratamento mais cedo do que o planejado pode fazer com que a infecção piore. Relate quaisquer sintomas de efeitos colaterais ou mudanças na saúde ao seu médico. Em caso de overdose, entre em contato com seu médico imediatamente.

Conclusões

Antibióticos não são eficazes no tratamento de infecções fúngicas. Medicamentos antifúngicos especiais prescritos por um médico devem ser usados para combater fungos. Ao tomar medicamentos antifúngicos, as instruções e as recomendações do médico devem ser seguidas estritamente para evitar efeitos colaterais e alcançar os melhores resultados do tratamento.

Tratamento de infecções fúngicas em crianças

Sintomas de fungo em crianças

As infecções fúngicas podem afetar qualquer pessoa, incluindo crianças. Embora não sejam doenças fatais, eles podem causar muito desconforto e dor. Alguns dos sintomas comuns de infecção fúngica em crianças incluem:

  • Procurando e queimando nas orelhas, garganta, nariz e amígdalas.
  • Aparência da placa branca dentro da boca, tampas dos olhos e no corpo.
  • Nariz escorrendo e abafado.
  • Dor e desconforto ao engolir e comer.

Métodos de tratamento para infecção fúngica em crianças

Para tratar infecções por fungos em crianças, você deve consultar um médico que prescreverá o tratamento apropriado, dependendo do tipo de infecção e sua gravidade. Geralmente, os seguintes métodos são usados para tratar a infecção fúngica em crianças:

  1. Antimicóticos. Este grupo de medicamentos visa destruir fungos e impedir sua reprodução. Pode ser aplicado interna ou externamente.
  2. Tratamento tópico. Para tratar infecções por fungos em crianças, você pode usar pomadas especiais, géis, gotas de ouvido e soluções para gargarejar a garganta.
  3. Observância de medidas higiênicas. Para evitar a reinfecção e reduzir as chances de fungo, é necessário observar medidas higiênicas: lavar as mãos regularmente, não compartilhe pertences pessoais, ventile periodicamente a sala e assim por diante.

Além disso, o tratamento da infecção fúngica em crianças deve incluir medidas alimentares e fortalecimento do sistema imunológico. Muitos alimentos, como doces e carboidratos, podem aumentar o risco de infecção fúngica. Portanto, é importante limitar sua quantidade na dieta da criança o máximo possível. É igualmente importante fortalecer o sistema imunológico, ventilando regularmente a sala, dando passeios ao ar fresco e comendo uma dieta saudável.

Tratamento de infecções fúngicas em mulheres

O problema das infecções fúngicas em mulheres

As infecções fúngicas podem afetar não apenas a pele dos pés ou dedos dos pés nas mulheres, mas também os órgãos da construção da esfera sexual: a vagina, os órgãos genitais externos, bem como a faringe e a nasofaringe. Isso pode levar a sintomas desagradáveis, como coceira, queimação, desconforto e até sensações dolorosas.

Métodos de tratamento para infecções fúngicas em mulheres

Métodos de tratamento de infecções fúngicas em mulheres < man> terapia tópica é um método útil de tratamento adjuvante; no entanto, sem a medicação, o efeito será mínimo

Os métodos de medicação e folclórica são usados para tratar infecções por fungos em mulheres. O tratamento medicamentoso pode incluir o uso de medicamentos antimicóticos na forma de comprimidos, pomadas, supositórios ou soluções para injeção. É importante prestar atenção à dosagem correta, contr a-indicações e possíveis efeitos colaterais dos medicamentos.

Receitas folclóricas para o tratamento de infecções fúngicas em mulheres

Os métodos folclóricos também podem ser eficazes no tratamento de infecções fúngicas em mulheres. Um desses métodos é o uso regular de infusões de camomila ou calêndula para lavar a vagina. Você também pode usar alho misturado com óleo vegetal para se aplicar a tampões especiais e inserir na vagina.

Prevenção de infecções fúngicas em mulheres

Para evitar infecções por fungos nas mulheres, é aconselhável praticar uma boa higiene, evitar roupas muito apertadas e sintéticas, tomar banho adequadamente e regularmente e escolher seu parceiro com cuidado. Também é útil fortalecer o sistema imunológico com uma dieta adequada, evitando maus hábitos e exercícios regulares.

Como posso evitar uma infecção fúngica?

Infecções fúngicas da orelha, garganta, nariz e amígdalas podem se desenvolver a partir de alta umidade, uso de itens comuns de higiene pessoal e contato com pessoas infectadas. Para evitar o desenvolvimento de uma infecção fúngica, as seguintes recomendações devem ser seguidas:

  • Observe a higiene pessoal. Use apenas suas próprias toalhas, itens de higiene pessoal e utensílios. Durante uma epidemia de infecções fúngicas, é recomendável trocar de roupa de cama e limpar superfícies com mais frequência para evitar o acúmulo de esporos de fungos nas superfícies.
  • Manter seco. Ao ar livre, use arnês em clima frio, evitando hipotermia. Dentro de casa, monitore a temperatura e a umidade do ar e tente ventilar a sala diariamente para reduzir a concentração de esporos de fungos no ar.
  • Evite socializar com pessoas doentes. Durante as epidemias de infecções fúngicas, não vá a locais públicos e evite o contato com pessoas doentes para evitar serem infectadas.
  • Cuide da sua saúde. Com uma diminuição da imunidade, você deve fortalec ê-la com uma dieta adequada, exercício regular e tomando complexos vitamínicos.

Características do tratamento de infecções fúngicas em pessoas com imunidade enfraquecida

As infecções fúngicas podem ser perigosas para pessoas com imunidade enfraquecida, uma vez que seu corpo é mais difícil de resistir ao processo infeccioso. Tais doenças podem se desenvolver nos olhos e nasofaringe, causando inflamação e desconforto. Para tratar com sucesso infecções fúngicas em pessoas imunocomprometidas, é necessário conhecer as peculiaridades desse processo.

O principal tratamento para infecções por fungos é o uso de medicamentos antifúngicos. No entanto, se o sistema imunológico estiver enfraquecido, o tratamento poderá ser mais longo e mais difícil. É importante tomar medidas para fortalecer o sistema imunológico. Para fazer isso, é recomendável consumir alimentos ricos em vitaminas e minerais diariamente e seguir um estilo de vida saudável, incluindo sono e exercício adequados.

Além dos medicamentos antifúngicos, outros tratamentos podem ser usados. Por exemplo, a terapia tópica, como garra da garganta com preparações especiais ou o uso de pomadas ant i-sépticas, podem ser usadas. Para melhorar o efeito, a fisioterapia pode ser prescrita. É importante observar que, com um sistema imunológico enfraquecido, uma abordagem individual do tratamento pode ser necessária, por isso é necessário consultar um médico para obter recomendações individuais.

É importante lembrar que, com infecções por fungos, a prevenção também é importante. As pessoas imunocomprometidas devem evitar o contato com pessoas doentes, praticar uma boa higiene das mãos e usar itens de higiene pessoal. Também é importante monitorar a condição de seus usuários e calçados para evitar contratar o fungo através de superfícies e objetos do cotidiano.

Remédios populares para infecções por fungos

Infecções fúngicas são problemas comuns da orelha, garganta, nariz e amígdalas. Em vez de recorrer a medicamentos químicos, muitas pessoas optam por usar remédios populares para tratar essas infecções.

Os seguintes remédios populares só podem ser considerados terapias complementares, mas às vezes podem ter efeitos positivos tangíveis:

  • Alho: corte os dentes do alho em pedaços e coloqu e-o no tambor da orelha, prendendo com gaze. Deixe o alho trabalhar por várias horas.
  • Soda: dissolva meia colher de chá de bicarbonato de sódio em um copo de água (mineral ou liso) e use como enxaguatório bucal. Você também pode usar a solução de bicarbonato de sódio para limpar as passagens nasais.
  • Curcuma: Curcuma é um ótimo remédio popular para o tratamento de infecções fúngicas. Pode ser adicionado às feridas na boca e usado como uma bebida tônica.
  • Vinagre de maçã: adicione algumas gotas de vinagre de maçã a uma xícara de água e us e-a como enxaguatório bucal ou pasta de garganta.

Lembre-se de que os remédios populares não podem ser usados ​​como único método de tratamento. Portanto, se o tratador estiver com infecção fúngica há muito tempo, é necessário consultar um médico e fazer tratamento profissional.

Tratamento cirúrgico de infecções fúngicas

O tratamento cirúrgico das infecções fúngicas é um método utilizado nos casos mais complicados da doença, quando o método medicamentoso de tratamento é ineficaz. Normalmente a cirurgia é realizada na presença de formações purulentas que interferem na respiração ou na deglutição, a consulta médica ocorre nas fases finais da doença, quando já existem tumores que atingiram grandes tamanhos.

O tratamento cirúrgico das infecções fúngicas é realizado com equipamentos de última geração. O médico, por meio de um laser, remove os tecidos afetados das amígdalas, nariz, garganta, ouvido, após o que é realizada uma desinfecção completa e lavagem com medicamentos. Via de regra, este procedimento é realizado sob anestesia geral.

O tratamento cirúrgico das infecções fúngicas ocorre em clínicas especializadas, sob estrita supervisão de médicos profissionais. Porém, deve-se lembrar que este procedimento apresenta alto risco de complicações, exames extensos devem ser realizados antes de decidir pela cirurgia e, se possível, vários médicos devem ser consultados.

  • O tratamento cirúrgico das infecções fúngicas é realizado em casos complicados.
  • A cirurgia é realizada na presença de crescimentos purulentos e tumores.
  • O procedimento é realizado com auxílio de equipamentos de última geração.
  • O tratamento cirúrgico das infecções fúngicas é realizado sob anestesia geral.
  • Este procedimento apresenta alto risco de complicações, por isso antes da operação é necessário realizar extensas pesquisas e consultar vários médicos.

Contra-indicações no tratamento de infecções fúngicas

Intolerância individual às drogas

O tratamento de infecções fúngicas pode causar vários efeitos colaterais, como reações alérgicas, náuseas, vômitos e diarreia. Se um paciente tiver intolerância individual aos medicamentos, ele deve escolher outra opção de tratamento.

Patologia renal e hepática

Muitos medicamentos antifúngicos podem sobrecarregar os rins e o fígado, portanto prescrevê-los pode ser perigoso para pacientes com essas condições. Avaliação médica apropriada deve ser realizada antes de iniciar o tratamento para infecções fúngicas

Gravidez e amamentação

Mulheres grávidas e mães de enfermagem são prescritas de medicamentos antifúngicos apenas em casos extremos, pois muitos deles podem penetrar no feto ou no leite materno. Nessas situações, é necessário consultar um médico e escolher um medicamento seguro para o bebê e eficaz para a mãe.

Diabetes mellitus

Pacientes com diabetes mellitus precisam ter cuidado ao tratar infecções por fungos, pois muitos medicamentos podem afetar os níveis de açúcar no sangue. Os níveis de glicose no sangue devem ser monitorados periodicamente para evitar possíveis complicações.

Condições de imunodeficiência

Na presença de condições de imunodeficiência, como infecção pelo HIV, câncer ou leucemia, os pacientes podem ser mais suscetíveis a infecções por fungos. Nesses casos, a prescrição de medicamentos antifúngicos deve ser discutida com um médico, pois o tratamento abrangente pode ser necessário.

Conclusão

Antes de iniciar o tratamento de infecções fúngicas, é necessário considerar possíveis contr a-indicações e realizar um exame apropriado por um médico. Monitore regularmente sua saúde e relate todos os possíveis efeitos colaterais.

Dicas para uma rápida recuperação de infecção fúngica

O fungo pode ser um sério desafio à nossa saúde, mas com o tratamento certo e um conjunto de hábitos saudáveis, podemos nos recuperar rapidamente:

  • Siga a higiene: Após cada molhado ou montado ao ar livre, não deixe de enxaguar suas passagens e orelhas nasais. Sprays e gargas podem ser usados para amígdalas.
  • Tome medicamentos: consulte seu médico e use os remédios recomendados por ele. O tratamento pode levar de 1 semana a 1 mês.
  • Maior nutrição: inclua mais frutas e vegetais frescos em sua dieta para fornecer ao seu corpo as vitaminas e minerais certos. Um sistema imunológico forte é a chave para uma recuperação rápida.
  • Limpeza úmida: além de tratar o interior com preparativos especiais, limpe regularmente os quartos em que você está.
  • Evite fumar ou reduzir o número de cigarros: a nicotina reduz a imunidade no corpo, o que pode dificultar a combate a fungos.

Seguindo essas dicas, você poderá se livrar da infecção fúngica mais rapidamente e voltar à sua rotina normal.

Dieta ao tratar infecções por fungos

O que posso comer?

Ao tratar infecções por fungos, é importante comer alimentos que não promovem a infecção por fungos. Recomend a-se comer mais verduras, frutas, vegetais e alimentos de proteínas, como carne, peixe, ovos e queijo.

Também é necessário adicionar à dieta produtos lácteos fermentados, que contêm bactérias benéficas e previnem o desenvolvimento de fungos. Um produto terapêutico é o iogurte com bactérias vivas, que pode ser adicionado ao mingau ou consumido puro.

  • Ervas (endro, salsa, manjericão, coentro)
  • Frutas (maçãs, frutas cítricas, peras, damascos)
  • Legumes (repolho, ervilha, berinjela)
  • Carne (peru, vitela)
  • Peixe (atum, salmão)
  • Ovos
  • Queijo
  • Produtos lácteos azedos (iogurte, kefir).

O que não comer?

No tratamento de infecções fúngicas, é necessário limitar o consumo de carboidratos e açúcar, pois os fungos adoram doces, por isso o açúcar é o principal causador de infecções fúngicas. Você também deve evitar fast food, alimentos gordurosos, álcool e chá e café fortes.

  • Açúcar
  • Doces (doces, bolos)
  • Alimentos gordurosos (lula, caranguejo, camarão, maionese)
  • Comida rápida
  • Chá e café forte
  • Álcool

Momento do tratamento para infecções fúngicas

O tempo necessário para tratar infecções fúngicas depende de muitos fatores, como o tipo de infecção, sua gravidade, o estado geral de saúde do paciente e o método de tratamento escolhido. Normalmente, o tratamento para infecções fúngicas do ouvido, garganta, nariz e amígdalas deve durar de alguns dias a vários meses.

Se o fungo afetar apenas a parte externa da orelha e o processo não estiver muito avançado, basta aplicar preparações tópicas por uma ou duas semanas. Se o fungo invadiu o ouvido médio e interno, o processo de tratamento pode levar vários meses.

As infecções fúngicas da garganta e das amígdalas são frequentemente causadas por Candida albicans e seu tratamento geralmente dura cerca de 7 a 14 dias. Contudo, em casos mais graves, em que a inflamação se espalhou para outros órgãos, o tratamento pode durar várias semanas ou meses.

O tratamento das infecções fúngicas nasais também depende do tipo de infecção e da sua gravidade. Caso a infecção fúngica tenha causado asma brônquica, seu tratamento pode durar mais tempo e envolver o uso de antibióticos fortes.

Os pacientes que sofrem de infecções fúngicas devem seguir as recomendações do seu médico e continuar o tratamento durante um período de tempo determinado, mesmo que os sintomas da infecção tenham desaparecido. O tratamento insuficientemente prolongado pode levar à recorrência da infecção fúngica e ao desenvolvimento de complicações.

Prevenção de infecções fúngicas do ouvido, garganta, nariz e amígdalas

Higiene

O principal meio de prevenir infecções por fungos é a higiene. Para esse fim, é necessário seguir as regras básicas da higiene pessoal: lave as mãos regularmente, não compartilhe itens de higiene pessoal com outras pessoas, não tocem seu rosto com as mãos, etc.

Também é importante monitorar a limpeza das instalações, especialmente enquanto em locais públicos, em transporte público, etc.

Fortalecendo a imunidade

O fortalecimento do sistema imunológico é um método igualmente importante para prevenir infecções por fungos. Isso pode ser alcançado através de nutrição adequada, exercício regular, evitando maus hábitos, descanso e sono adequados.

Também é necessário evitar situações estressantes, envolve r-se em atividades favoritas e manter um equilíbrio entre trabalho e descanso.

Uso de agentes ant i-sépticos

Quando em contato com pessoas com infecções por fungos, os produtos ant i-sépticos devem ser usados para impedir a transmissão da infecção. Esses produtos também podem ser usados para tratar utensílios domésticos e superfícies internas, especialmente em locais públicos.

Evite a auto-medicação

Não auto-tratar infecções fúngicas, pois isso pode levar ao agravamento da condição e ao desenvolvimento de complicações. Se os sintomas aparecerem, você deve consultar um médico e seguir todas as suas recomendações.

Q & amp; A:

Que fungos podem causar infecção por ouvido, garganta, nariz e amígdalas?

Principalmente, as infecções fúngicas são causadas por Candida spp., Aspergillus spp., Cryptococcus neoformans.

Quais são as causas de infecções fúngicas na garganta?

As causas podem ser diferentes: imunidade diminuída, tratamento prolongado de antibióticos, neuropatia diabética, doença da tireóide etc.

Como você pode determinar uma infecção fúngica?

Para o diagnóstico, é necessário realizar uma análise micológica: pegue um cotonete da área afetada e examin e-a depois de cultivar o fungo em um meio de nutrientes especial.

Quais sintomas podem indicar uma infecção fúngica?

Os sintomas podem variar dependendo da localização da infecção, mas os comuns incluem coceira, secura, dor, vermelhidão, descarga mucosa, senso de olfato prejudicado e inchaço.

Qual é o método mais eficaz de tratar infecções por fungos?

Um método eficaz para tratar infecções por fungos é uma abordagem abrangente que inclui medicamentos, terapia tópica e aprimoramento imunológico.

O fungo pode ser tratado sem medicação?

A terapia tópica é um método útil de tratamento adjuvante, no entanto, sem a medicação, o efeito será mínimo

Existe alguma prevenção de infecções fúngicas?

Para evitar infecções por fungos, é necessário apoiar o sistema imunológico, comer uma dieta saudável, não usar demais os antibióticos e cuidar da higiene.

Como melhorar a eficácia do tratamento de infecções fúngicas?

Além do uso de medicamentos, é altamente recomendável seguir o regime diário, comer direito, eliminar maus hábitos e visitar regularmente seu médico.